Angel B, cantora brasileira, cativa o mundo

Angel B, cantora brasileira, cativa o mundo

Morando nos Estados Unidos, a brasileira concorre indicação ao prêmio Multishow 2017.

Confira a entrevista que Angel B concedeu a equipe do SP Jornal. A cantora de RnB conversou sobre o novo trabalho, o início da carreira e a participação no filme “You Got Served Beat The World”.

Quando e onde começou sua carreira artística?
Na minha infância já era nítido que eu tinha veia artística. Eu estava sempre cantando e dançando nas festas de família, de amigas. Era sempre a “aparecida, exibida” da turma. Mas foi um pouco mais tarde entre 9, 11 anos de idade que senti dentro de mim que realmente nasci para isso e que queria seguir essa carreira. Daí comecei a escrever letras de músicas, estudar e fazer parte de diferentes projetos musicais.

De onde veio a ideia do nome “Angel B”?
Lá atrás na minha adolescência, quando sabia que seria artista, escolhi esse nome ANGEL, não sabia o porquê, mas gostava desse nome. Anos depois conversando com produtores americanos sobre o lançamento do meu projeto solo, eu precisava escolher algo para adicionar ao Angel já que a marca Angel Records já tinha registrado Angel. Então coloquei o “B” para representar o Brasil. Por isso ANGEL B. Assim represento meu país não importa aonde eu esteja e em que língua esteja cantando.

Você já trabalhou com grandes nomes da música brasileira, como foi essa experiência?
Cada Artista traz uma experiência nova, uma troca e aprendizado incrível. Amei trabalhar com cada um, isso acrescentou muito no meu crescimento profissional. Amo Negra Li, Wanessa as quais tive bastante contato e uma relação de amizade. Ivete Sangalo: Maravilhosa! O projeto que trabalhamos foi bem curto, mas valeu muito conhecer aquela mulher iluminada! Sou muita grata por tudo.

Como foi receber um convite para coreografar e atuar no filme “You got served beat the world”?
Foi algo bem inesperado e meio surreal, porque eu ainda estava morando no Brasil quando me acharam no YouTube e fizeram o convite. Foi uma das melhores experiências que já vivi até hoje, me acrescentou muito e me preparou pro mercado internacional, isso me fez entender como essas grandes produções internacionais funcionam, o ritmo de trabalho. Além disso, conheci pessoas incríveis. Amei tudo!!

De onde você busca inspiração para suas músicas?
De experiências pessoais ou de pessoas próximas, ou até mesmo de situações que vejo acontecendo diariamente.

Por que resolveu sair do Brasil e morar em Los Angeles, EUA?
Quando comecei a fazer o que faço até hoje, Pop RnB, no Brasil não tinha mercado, bom não tinha oportunidades para artistas do gênero. Vi muitos artistas talentosos se frustrarem por falta de oportunidades e apoio da indústria musical. Então senti que deveria ir pros Estados Unidos, o centro do mercado, aonde esse estilo nasceu, para estudar, me preparar pro mercado e ter mais visibilidade. Hoje, quase 6 anos se passaram e estou vendo as portas se abrirem no Brasil cada vez mais para esse estilo, eu sempre soube que tinha público para consumir, só estava faltando as gravadoras acreditarem e investirem em artistas do gênero. Hoje posso fazer esse intercambio Brasil X USA e fico muito feliz!

Qual artista hoje te serve de inspiração e referência para crescer profissionalmente no meio artístico?
Queen B (Beyonce) e J-Lo (Jennifer Lopez), quem não ama né? Não só pelas artistas fenomenais e completas que são, mas pela visão que tem, mulheres de negócios, empresárias que fortalecem o mercado e te inspiram a querer sempre ser melhor e se superam a cada projeto.

Como foi o processo para desenvolver seu mais recente trabalho, “Don’t Touch It”?
Recebi o convite do Dj Dennis Blaze da Jamn 97.5 fm, em San Diego, para fazermos uma colaboração. Quando ele me mandou o track de cara já soube qual seria o conceito que gostaria de cantar. Eu e um dos meus produtores/songwriters Mike Barkullis escrevemos em inglês e eu fiz a adaptação em português. Convidei a rapper Lex Lu para a versão em Inglês, fiz um Remix com outras 2 rappers também, e para versão em Português convidei minha amiga talentosa Lorena Simpson! E o resultado foi demais!

Pretende voltar para o Brasil?
Estou sempre aberta a oportunidades se fizerem sentido. O Brasil é minha casa, minha família toda está ai, então não tem problema nenhum eu ficar indo e voltando. Em Junho estarei ai!

Podemos saber em primeira mão quais as novidades para o ano de 2017?
Músicas novas, Clipes novos com participações bem legais! Não posso falar muito, tenho que fazer surpresas.

Quais suas redes sociais para seguir seus projetos?
Instagram @AngelbOfficial
Facebook.com/AngelBOfficial
Youtube @AngelBOfficial & AngelBVevo
Twitter @AngelBOficial
Me segue lá pessoal! Beijos!!  Meu Brasil, te vejo logo mais!

Reportagem: Rita Zuini. Foto: Divulgação.

Nenhum Comentário