Audiência pública vai debater fechamentos das AMAs em Itaquera

Audiência pública vai debater fechamentos das AMAs em Itaquera

Vereadora protocola pedido de audiência pública para debater fechamento de AMAs em Itaquera

Plano de Reestruturação da Saúde prevê a transformação das AMAs em Unidades Básicas de Saúde.

O mandato da vereadora Juliana Cardoso protocolou requerimento na Comissão de Saúde da Câmara Municipal, na sexta-feira, dia 6 de outubro, solicitando realização de audiência pública para debater o Plano de Reestruturação da Saúde e o fechamento de oito AMAs (Assistência Médica Ambulatorial) na região de Itaquera.

A apresentação do requerimento foi motivada pelas informações do secretário Municipal de Saúde, Wilson Pollara. Durante debate realizado em setembro no Sindicato dos Médicos de São Paulo foi anunciado a transformação de oito AMAs em Unidades Básicas de Saúde (UBS). O secretário também informou que permanecerão apenas duas AMAs em Itaquera, uma de especialidades e outra de pronto atendimento.

As AMAs realizam pronto atendimento para casos de baixa complexidade com clinico geral e pediatra, exames de sangue e urina. Já nas UBS as consultas têm que ser agendadas.

Matérias do jornal Agora e na revista Carta Capital confirmam o plano de reestruturação e o fechamento das oito AMAs. Os equipamentos são: Itapema, Jardim Brasília, Cidade Líder 1, Vila Carmosina, Boni 1 e 3, Parada 15 de Novembro e Águia de Haia.

Para a vereadora Juliana Cardoso o plano de reestruturação da gestão Doria é mais abrangente e vai além. “Os prontos-socorros de hospitais também vão fechar as suas portas, deixando a população sem atendimento de urgência. A justificativa é que o atendimento será realizado pelas UPAs [Unidades de Pronto Atendimento], mas até o momento existem apenas três equipamentos deste tipo construídos: Itaquera, Campo Limpo e Vila Santa Catarina”, comenta a vereadora.

“E o pior. Dos R$ 124 milhões previstos no orçamento deste ano para construção das UPAs, nenhum centavo foi investido até agora”, finaliza.

Ato público

Diante desse quadro, o Fórum de Saúde da Zona Leste está organizando ato público no dia 23 de outubro.

A manifestação tem como objetivo protestar contra o fechamento dos equipamentos e defender a permanência das unidades na região.

Reportagem: Da redação. Foto: Divulgação.

Nenhum Comentário