Cartas

Cartas

0 579

Limpeza de praças
É necessário realizar a limpeza das praças e pista de caminhada entre a Av. Vila Ema e Av. Sapopemba, altura da Rua Manoel de Arruda Castanho. O mato está grande! Valdevino Gomes Barboza, via portal SP Jornal.

Escola invadida no Carrão
Sou aluno da E.E. Prof. Moacyr Campos, sito à Engenheiro Guilherme Cristiano Frender, Vila Carrão, e no dia 29 de novembro houve uma manifestação organizada pelos alunos da escola na tentativa de reaver nossos direitos para adentrarmos a escola, termos aula e assim concluirmos o ano letivo. A escola foi invadida por alunos do grêmio que arrebentaram os cadeados de madrugada e lá entraram paralisando as aulas e impedindo nossa entrada e de professores. Destes alunos, alguns são da escola e outros ligados a entidades estudantis como a UPES. Não foi feita nenhuma reunião conosco para esta ocupação. Cerca de 30 alunos (do Grêmio) e outros que nem da escola são decidiram fazer isto pisando por cima de toda uma comunidade de alunos e isto não reflete a nossa vontade. Estamos pedindo por socorro para podermos entrar dentro de nossa própria escola. Caso queiram conferir a vontade de maioria, há uma página no Facebook do grupo e por lá vocês podem observar o quanto a situação é grave pois só queremos entrar na nossa escola para estudar. Página do grêmio que organizou a invasão: https://www.facebook.com/agoravae/?fref=nf. Antonio, via portal SP Jornal.

Tragédia anunciada
Na altura do nº 667 da Avenida Doutor Eduardo Cotching, Vila Formosa, é um verdadeiro caos em relação à colisão de veículos, motos, e atropelamentos, etc. Não obstante, agora com a instalação de 4 (quatro) vias carroçáveis (ônibus), somos obrigados a atravessar a avenida correndo risco de vida, pois não existe um lugar demarcado para passagem de pedestres. Enfim, trata-se de um problema gravíssimo, o que coloca em risco a vida dos transeuntes todos os dias, pois os veículos ultrapassam a 80 quilômetros por hora. Ademais, existem dois pontos de ônibus (frente a frente), e uma escola pública com menos de mil metros de distância, e os problemas ao invés de melhorarem, se agravaram. Quem sabe, algum dia a CET resolva o problema de uma única vez, colocando um semáforo, e uma faixa exclusiva para travessia de pedestres, antes que ocorra alguma tragédia, pois os acidentes continuam acontecendo. Sérgio Rubens Daleck, via e-mail.

Resposta da Prefeitura
Em resposta a sessão “E-mails e Cartas”, edição 96 do dia 7/11/2015, segundo a Supervisão de Área Verde e Limpeza, o serviço de limpeza manual do córrego Rapadura é realizado aproximadamente a cada 30 dias, esse serviço compreende a retirada de objetos lançados no córrego pela população e o corte do mato no leito e nas margens.

Resposta da Prefeitura – Parte 2
Em resposta a sessão “Está Ruim”, edição 96 do dia 07/11/2015, segundo a Supervisão de Manutenção, referente ao buraco entre as Ruas Luis Pinto e Engenheiro Pegado, a obra no local está em andamento, e o sarjetão está sendo refeito. Assessoria de Comunicação da Subprefeitura Aricanduva/Formosa/Carrão, via e-mail.

Nenhum Comentário