Ex-prefeito regional da Penha assume Prefeitura Regional Aricanduva

Ex-prefeito regional da Penha assume Prefeitura Regional Aricanduva

Ex-prefeito regional da Penha assume Prefeitura Regional Aricanduva
Jurandir Junqueira Junior foi exonerado em agosto de 2017 após reclamações de falta de zeladoria e denúncias de corrupção

O prefeito João Doria (PSDB) nomeou nesta quarta-feira (7) Jurandir Junqueira Junior para o cargo de Prefeito Regional Aricanduva. A decisão foi publicada no Diário Oficial no dia seguinte a nomeação, 8 de fevereiro.

A indicação foi realizada após a demissão de Luiz Carlos Frigerio, na noite do dia 15 de janeiro. Frigerio decidiu deixar o cargo depois de ser questionado por um jornalista da Folha sobre o uso indevido do veículo oficial da prefeitura regional em viagens para fora da cidade.

Relatórios de prestação de contas apontam que, no ano passado, o carro oficial do prefeito regional foi abastecido em um posto de Araraquara, cidade a 290 km do órgão municipal, em fevereiro, abril, maio e setembro.

O veículo, um Toyota Corolla XEI 2.0, avaliado no site oficial da montadora em R$ 105 mil, deve ser usado apenas para funções da gestão municipal.

Junqueira, que é major da reserva da Polícia Militar, foi Prefeito Regional Penha até 17 de agosto de 2017. Reclamações sobre a falta de zeladoria nas áreas sob responsabilidade da regional que administrava levaram a sua exoneração do cargo.

A demissão de Junqueira também aconteceu duas semanas após a CBN denunciar um suposto esquema de propina. A prática envolvia empresários, atravessadores e servidores públicos do município, para que comércios e imobiliárias pudessem descumprir a Lei Cidade Limpa, que regula o espaço de publicidade na cidade de São Paulo.

Entre os envolvidos, a matéria citou servidores da Prefeitura Regional Penha. Além disso, trouxe à tona indícios da participação do alto escalão do órgão municipal.

Questionamentos

O SP Jornal procurou a Secretaria Municipal das Prefeituras Regionais para entender os critérios de nomeação ao cargo e saber se o histórico de Junqueira foi levado em consideração pela gestão.

A Controladoria Geral do Município informou que a denúncia sobre a Máfia da Cidade Limpa recebida e apurada foi específica sobre um agente vistor. O caso já foi objeto de relatório, encaminhado ao Departamento de Procedimentos Disciplinares (PROCED), da Procuradoria Geral do Município (PGM), para instauração de inquérito administrativo.

A Secretaria Municipal das Prefeituras Regionais ressaltou que não há qualquer menção a participação de Jurandir Junqueira, nem tampouco agentes do “alto escalão” que atuavam naquela regional à época dos fatos.

Ainda de acordo com o órgão, em 2017, a Prefeitura herdou um orçamento que não permitiu a contratação de agentes, o que prejudicou os trabalhos de zeladoria em toda a cidade. Para 2018, cem novas equipes devem começar a atuar a partir de março. Junqueira foi nomeado ao cargo de prefeito regional de Aricanduva por capacidade técnica e por morar na região.

A assessoria da prefeitura regional Aricanduva foi procurada durante a semana. Até o fechamento desta matéria não se manifestou.

O que acham os moradores

“É estranho. Se o prefeito regional foi exonerado por ineficiência, recentemente, por qual motivo nomeá-lo novamente? Isso vai de encontro das promessas de campanha de João Doria e ele está sendo conivente. Não seria melhor nomear um líder da região?”, disse uma fonte que não quis se identificar.

“Em 2 anos já tivemos 3 prefeitos ocupando a pasta. Como alguém pode dar sequência em um trabalho com tanta mudança? São sempre os mesmos, não há renovação. É triste isso”, finalizou João Silva, morador do bairro.

Reportagem: Barbara Novaes. Foto: Divulgação.

Comentários

1 Comentário

  1. Se este cara continuar sendo metido e arrogante como sempre foi, não vai durar nem 6 meses na Prefeitura Regional da nossa querida Vila Aricanduva. Recentemente ele me criticou e até me fez ameaças veladas, por eu ter publicado na a sua substituta, Fernanda Galdino, estava fazendo em 30 dias o que os demais administradores regionais não fizeram em 50 ANOS. Eu cheguei denunciá-lo na Prefeitura de São Paulo, junto ao Gabinete do Prefeito João Doria e ao Comando da PM, porque ele é major PM reformado. Espero que ele mude a sua postura, principalmente com os funcionários deste Prefeitura Regional, com a população e com a imprensa, ao mesmo tempo em que desejo-lhe sorte e sucesso neste honroso cargo que o prefeito João Doria lhe confiou.