Sorveterias da região apostam em variedade

Sorveterias da região apostam em variedade

Estabelecimentos inovam em sabores e variações da receita.

O ano vai acabando e quando chega meados de setembro o inverno acaba e o sol volta a aparecer com força total. Nessas horas, vale tudo para se refrescar. E que maneira mais gostosa do que saboreando um delicioso sorvete?

A sobremesa possui uma vasta gama de opções, agradando a todos os paladares. “Oferecemos mais de 30 sabores para nossos clientes.”, conta Carlos Roberto Arantes, proprietário da sorveteria Piu Sapore, na Vila Carrão.

Os sabores tradicionais como uva, chocolate, coco e limão, ainda são muito procurados, mas as novidades também atraem os consumidores. “Os mais consumidos são Ferrero, Kinder e limão siciliano, mas também há outros sabores como Iogurte com amarena e gianduia que atraem a curiosidade de quem nunca ouviu falar das frutas.”, relata Carlos.

Não são apenas os sorvetes com sabores de frutas inusitadas que têm chamado a atenção das pessoas. Já existem sorveterias até mesmo apostando no sorvete salgado, com sabores extremamente exóticos como tomate e bacalhau.

Outra novidade para quem gosta de tomar a sobremesa bem lentamente e acaba se lambuzando inteiro, é que os japoneses já inventaram um soverte que não derrete. Segundo  Tomihisa Ota, professor da Universidade Kanazawa e criador da iguaria, o polifenol líquido tem propriedades que dificultam a separação entre a água e o óleo, então o picolé se torna capaz de reter o formato original por um período maior que o usual e fica mais difícil de derreter

Além de ser saboroso, o sorvete é um alimento nutritivo. Produtos feitos à base de frutas e legumes naturais, após o processo de fabricação, conseguem reter 70% das propriedades nutricionais dos ingredientes. Portanto, sorvetes produzidos com leite são ricos em cálcio e outras qualidades do laticínio.

Quem se preocupa com o peso e as calorias também não tem desculpa para não aproveitar a sobremesa. Uma das variações da receita original é o Gelato. Diferente do sorvete tradicional, a iguaria italiana contém até 60% menos gordura e um teor baixo de açúcar balanceado com água, atuando assim como anti-congelantes.

Segundo especialistas, o sorvete é um alimento saudável durante todo o ano, até mesmo no frio. “Em épocas de inverno ou dias muito frios, o movimento cai em média 90%. O brasileiro não tem o hábito de tomar sorvete com baixas temperaturas.”, analisa Carlos.

Acontece que esse é um dos maiores mitos sobre a sobremesa. Não é o sorvete que desencadeia a gripe ou um resfriado, mas sim o contato com o vírus que provoca a doença. Então, pode aproveitar! Seja no frio ou no calor, sorvete de todos os tipos é que não irá faltar.

Reportagem: Barbara Novaes. Foto: Divulgação.

Nenhum Comentário